Olegário de Sá e Gilberto Cioni  criaram para a edição de 30 anos da Casa Cor um ambiente acolhedor e masculino voltado à experimentação dos melhores cafés. A atmosfera sóbria é baseada em tons de cinza, mas recebe tons intensos para aquecer. Fogo, dourado e cobre completam a  composição sóbria, mas alegre e acolhedora.

Casa Cor 2016 - Olegario de Sa _ Foto Caio Amaral 0014

Luzes, sombras, brilho e calor criam uma atmosfera envolvente, neste projeto criado para um apreciador de café compartilhar esta sensibilidade com os amigos. É um ambiente que propõe a apreciação das pequenas delícias. As pequenas mesas em metal dourado apoiam mini jardins que crescem em potes de vidro, projetam reflexos interessantes no teto e criam  sombras no tapete. A grande lareira a álcool Construflama embutida em uma longa base de aço cortén proporciona calor e aquele elan que o fogo traz, se aliando às luminárias de cobre para acrescentar brilhos e reflexos à sobriedade do mobiliário de design moderno.

Casa Cor 2016 - Olegario de Sa _ Foto Caio Amaral 0020

A atmosfera de contemplação é favorecida pelo movimento contínuo do fogo. Todos estes brilhos e luzes criam uma atmosfera de vivacidade, pois os planos de luz e sombra pois vão mudando delicadamente com as variações de luminosidade que a lareira e a luz do dia produzem.

Casa Cor 2016 - Olegario de Sa _ Foto Caio Amaral 0024

Os brilhos, os reflexos dos metais e as sombras enriquecem o teto, as paredes e o chão de maneira delicada e transitória,  como as impressões que um bom café e seu aroma nos causam.

O mobiliário tem um apelo vintage reforçado pelas as cadeiras sérgio Rodrigues em veludo laranja e o sofá italiano que lembra o mobiliário dos anos 50.

Anúncios